Espertinho: Adolescente é preso por hackear Xbox Live e Minecraft

Por Redação Wolfoxy - em Jogos - 27 de abril de 2017

Adam Mudd, um adolescente que criou uma empresa que vendia softwares para hackear usuários para vários criminosos, recebeu um pedido de prisão de dois anos. Entre as empresas e sites afetadas está a Microsoft com o Xbox Live, TeamSpeak e Minecraft.

Foto: (Reprodução)

Em 2013, Mudd – na época com apenas 16 anos – criou um programa conhecido como Titanium Stresser, que consegue derrubar conexões e servidores via Ataques de Negação de Serviço, mais conhecidos como DDoS.

Desde que ele criou o programa, Mudd lucrou mais de 386 mil libras tanto em dólares americanos quanto com bitcoins. O promotor responsável pelo caso, Jonathan Polany, declarou que existem mais de 112 mil usuários registrados no Titanium Stresser, e mais de 660 mil endereços de IP foram atacados usando esse serviço.

E desde então ele foi responsável por 1,7 milhão de ataques virtuais. Entre as empresas e sites afetadas, como Microsoft com o Xbox Live, TeamSpeak e Minecraft. O jovem foi pessoalmente responsável por 549 ataques a 181 endereços de IP diferentes entre 2013 e 2015. Em 2014, ele chegou a derrubar os servidores da sua própria faculdade, a West Herts College, como vingança por não receber ajuda das autoridades locais após ser assaltado.

Mudd também vendeu o programa online, faturando 386 mil libras (ou R$ 1,54 milhão) no processo. Adam Mudd se declarou como culpado no tribunal e foi sentenciado a dois anos de prisão em uma instituição para menores infratores pelo juiz Michael Topolski.