Traição: Confessar realmente vale o sofrimento

Por Redação Wolfoxy - em Comportamento - 11 de abril de 2017

No Brasil é o país com os maiores índices de traição na América Latina. Os resultados de uma pesquisa virtual de 2010 da Tendencias Digitales, mostraram que mais de 70% dos homens disseram já ter traído alguma vez, e 56% das mulheres confessaram o mesmo.

Traição

Traição. (Foto: Reprodução)

A pesquisa é uma boa referência para demonstrar o rumo que a traição está tomando. Mesmo sendo condenado pela maioria, até mesmo por quem trai ou já traiu. O ato é visto como um desvio de caráter, mas há vários perfis de traidores.

Uma das coisas importantes é o motivo da traição. Se foi por infelicidade com o parceiro ou por causa de uma atração irresistível por outra pessoa. Os homens costumam trair por não segurar o desejo e as mulheres por motivos sentimentais. Na hora de confessar é necessário ficar atento as consequências disso e a enorme probabilidade de não ser perdoado, mesmo estando arrependido, é preciso ter muito em mente antes de confessar algo.

Traição

Traição.(Foto: Reprodução)

Diversão: Se a traição aconteceu por diversão ou procura por aventura, a chance do ato se repetir é grande. Nesse caso é importante analisar se deve continuar a relação atual e não fazer nada de forma impulsiva.

Paixão: Se a traição ocorreu porque se apaixonou por outra pessoa, o caso é diferente. Porém, é melhor não iludir seu parceiro atual caso a relação já acabou e outra pessoa já está em mente. A melhor coisa é terminar sem contar.

Insatisfação: Se o motivo da traição é insatisfação com o relacionamento e já foi feito de tudo para tentar melhorar o relacionamento. Confessar provavelmente irá pôr um fim definitivo ao relacionamento.

Em todas as situações, confessar vai trazer dor e sofrimento para o atual parceiro.

Traição

Traição. (Foto: Reprodução)

Antes de confessar é importante pensar nos sentimentos do parceiro, se responsabilizar pelo ato e fazer uma reflexão. O seu parceiro ficará triste, magoado, ferido e provavelmente a sua credibilidade será despedaçada. Confira abaixo algumas questões para refletir:

1 – A relação atual tem futuro?

2 – Quero me corrigir e nunca mais trair?

3 – Posso lidar com a possibilidade de nunca mais ter a confiança do parceiro?

4 – Eu gosto do meu parceiro ou da pessoa com que me envolvi?

5 – Realmente me arrependo da traição?

6 – Em que ocasião a traição aconteceu? Quantos vezes foram?

7 – Tenho disposição de falar sobre o assunto com sinceridade?

8 – O que posso fazer para ser perdoado?

9 – Confessar irá realmente aliviar a consciência?

10 – Devo fazer ele sofrer pelo meu erro?

11 – Consigo esquecer o que fiz?

12 – O motivo da traição foi insatisfação com o relacionamento?

13 – Realmente gosto do meu companheiro?

14 – Tenho problemas em me relacionar com uma pessoa só?

15 – Isso ocorreu uma vez ou em todos os meus relacionamentos?