Atriz copia vestido de Julia Roberts em “Uma Linda Mulher”

Por Redação Wolfoxy - em Beleza - 10 de março de 2017

A atriz Julia Roberts ficou conhecida mundialmente quando estrelou o filme “Uma Linda Mulher”. Na história, que se tornou um dos grandes clássicos do cinema, ela interpretava uma prostituta que mudava de vida ao se envolver com o personagem do ator Richard Gere. Desde então, protagonizou uma série de filmes de sucesso, mas esse segue sendo um marco na sua carreira.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Coincidência?

Mais de 25 anos depois, uma possível coincidência chamou a atenção durante o Festival de Cinema da cidade de Cannes 2016, no qual a atriz está para lançar seu filme mais recente, “Jogo do Dinheiro” (“Money Monsters”). O vestido usado por ela tem um modelo muito parecido com o que imortalizou sua personagem em “Uma Linda Mulher”.

Para o tapete vermelho, a atriz usou um modelo preto, da grife Armani Privé, e completou o look com um colar de brilhantes e esmeraldas da Chopard. Embora de cores diferentes, as semelhanças entre os vestidos são visíveis: o mesmo modelo nas mangas, o decote em V quase idêntico e a cintura bem marcada. Além disso, ambos são longos e, enquanto o vermelho tem uma prega central, o preto tem uma prega lateral. Compare:

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

 

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Pretty Woman (Uma Linda Mulher ou Um Sonho de Mulher) é um filme de comédia romântica estadunidense de 1990, ambientado em Los Angeles. Escrito por J. F. Lawton e dirigido por Garry Marshall, o filme é estrelado por Richard Gere e Julia Roberts, e dispõe de Hector Elizondo, Ralph Bellamy (em sua performance final) e Jason Alexander em papéis secundários. A história de Pretty Woman se concentra na prostituta de Hollywood e de pouca sorte Vivian Ward que é contratada por um rico empresário, Edward Lewis, para ser sua acompanhante para várias funções empresariais e sociais, e sua relação em desenvolvimento ao longo da estadia de uma semana de Vivian com ele.

Originalmente destinado a ser um conto de advertência sobre a obscura classe de prostituição em Los Angeles, com o nome de $ 3.000 (uma referência aos US$ 3.000 que Vivian cobra para passar a semana com Edward) este filme foi remodelada como comédia romântica com um grande orçamento. Foi amplamente bem-sucedido comercialmente e se tornou uma das maiores bilheterias de 1990.

Hoje é uma das entradas mais bem sucedidas financeiramente no gênero comédia romântica, com uma renda bruta estimada em $463.4 milhões. É considerado por muitos críticos como o filme de maior sucesso no gênero.

Pretty Woman é um dos filmes mais populares de todos os tempos; ele viu o maior número de vendas de ingressos nos EUA em todos os tempos para uma comédia romântica, com Box Office Mojo listá-la como o #1 de comédia romântica pelos ingressos domésticos mais vendidos em cerca de 42,176,400, ligeiramente à frente de My Big Fat Greek Wedding (2002) em 41,419,500 ingressos.

O filme recebeu uma quantidade moderada de elogios da crítica, especialmente para o desempenho de Roberts, pelo qual recebeu um Globo de Ouro e uma indicação para o Oscar de Melhor Atriz. Além disso, o roteirista J. F. Lawton foi nomeado para um Writers Guild of America Award e um prêmio BAFTA. Este filme foi seguido por uma série de comédias românticas similares, incluindo Noiva em Fuga (1999), que trouxe Gere e Roberts sob a direção de Garry Marshall, mais uma vez.